Portais da Cidade

Notcias na 25 de maro

Listando: 1 5 de 1363
Galaxy Buds Pro com cancelamento de ruído passa pela Anatel

Samsung Galaxy Buds Pro passa pela Anatel, mas ainda não foi aprovado; fones de ouvido sem fio devem ter cancelamento de ruído

O Samsung Galaxy Buds Pro já está passando pela Anatel. Os futuros fones de ouvido sem fio da Samsung foram encontrados em um sistema da Anatel sob o modelo "SM-R190" nesta segunda-feira (30), mas sem o certificado de homologação. A expectativa é que o wearable seja lançado junto com o Galaxy S21, no começo do ano que vem.



Samsung Galaxy Buds Pro passa pela Anatel (Imagem: Reprodução/Tecnoblog)
Foto: Tecnoblog

Samsung Galaxy Buds Pro passa pela Anatel
Os próximos fones de ouvido sem fio da marca sul-coreana estão sendo homologados pela Anatel. Pelo sistema de certificação da Agência Nacional de Telecomunicações, é possível encontrar a menção ao gadget de modelo "SM-R190" através do autocompletar nos campos de busca do site. O dispositivo, no entanto, ainda não foi aprovado pelo órgão brasileiro.

Detalhes sobre os fones de ouvido foram apresentados por órgãos reguladores de outros países, como a Indonésia, que revelou o nome do dispositivo: "Galaxy Buds Pro". Além disso, segundo o certificado de homologação emitido pela norte-americana FCC para o mesmo modelo, o wearable terá estojo quadrado, como o Galaxy Buds Live, com bateria de 500 mAh e porta USB-C para recarga de 2,5 watts.

Entre as apostas do wearable, além da melhoria na qualidade do áudio em relação aos demais fones da marca, está o cancelamento de ruído ativo, além do modo ambiente, para deixar o som externo entrar com mais clareza. A expectativa é que o dispositivo seja lançado junto com a nova linha Samsung Galaxy S21, no começo de 2021.



Galaxy Buds Pro é certificado pela FCC (Imagem: Reprodução/SamMobile)
Foto: Tecnoblog

Empresa cria sistema de gestão de delivery para restaurantes

A empresa de gestão de canais GO2GO oferece uma plataforma que integra todos os pedidos de aplicativos de delivery em um único lugar

Em uma ida até um restaurante ou um bar, no antigo ou no novo normal, clientes se deparam com uma cena particular e comum. Do outro lado do balcão, atendentes se desdobram em diversos monitores e tablets para gerenciar os pedidos que chegam pelos aplicativos de delivery - iFood, Rappi, Uber Eats e James Delivery, por exemplo -, geralmente com uma tela para cada plataforma de entrega.

Essa dificuldade de gerir os pedidos que chegam dos aplicativos de delivery, que se ramifica em diversos monitores e tablets, foi o desafio que a empresa de gestão de canais GO2GO quis solucionar. Desde 2014, a companhia desenvolve uma plataforma que agrega todos os serviços de entrega para estabelecimentos em um único lugar. Quatro anos depois, a solução começou a operar em larga escala.



A solução da GO2GO é de integrar todos os aplicativos de delivery em uma única plataforma
Foto: GO2GO / Divulgação

"O GO2GO serve para organizar a vida do restaurante, colocando todas as demandas em um lugar só", diz o fundador da empresa, Ernesto Bitran. "Nossa solução funciona desde a captura do pedido até a chegada dele na mão do cliente." Em algumas situações, nas quais o restaurante já possui um sistema dedicado para esse fluxo, a companhia de Bitran desenvolveu uma integração que funciona como uma espécie de plugin ou extensão, conectando os serviços digitais de delivery à plataforma já existente no estabelecimento.



O fundador da GO2GO, Ernesto Bitran
Foto: GO2GO / Divulgação

A integração dos aplicativos de delivery é uma parte dos serviços oferecidos pela GO2GO. A empresa também possui em seu portfólio módulos que podem ser acoplados ao sistema principal. Dois deles são baseados em dados e estatísticas: o chamado de "Mapa de Calor", que mostra qual é o padrão de consumo do restaurante por regiões; e uma seção que personaliza ofertas para clientes com base em seu histórico, levando em consideração o tipo de comida, dia da semana, horário do pedido e características do clima.



A ferramenta "Mapa de Calor" da plataforma GO2GO oferece informações geolocalizadas sobre o padrão de consumo dos clientes
Foto: GO2GO / Divulgação

Por conta da pandemia e o isolamento social, a GO2GO apresentou um crescimento no número de restaurantes que contrataram sua plataforma, já que muitos entraram em diversos aplicativos de delivery para sobreviver. Bitran conta que, em termos de receita, a companhia registrou um aumento de três dígitos durante 2020, quando comparado com 2019. Atualmente, o sistema da empresa opera em mais de 1.500 estabelecimentos de aproximadamente 300 marcas.

Para a contratação do serviço da GO2GO, o restaurante, o bar ou a franquia precisa entrar em contato com a empresa por meio de seu site. Por lá, é possível assinar um plano mensal, que varia entre R$ 290 e R$ 490 por loja. Caso necessário, há como conversar com a empresa para adequar o valor para o tamanho do estabelecimento ou demanda comercial.

Simples buscas durante a navegação podem causar grande arrependimento

Seu ídolo pode ameaçar o seu computador

Quem nunca ficou a deriva navegando e entrando em sites e páginas desconhecidos? Geralmente atraídos por assuntos ou pessoas que admiramos, nós todos temos a tendência de matar a curiosidade na hora. Aí o que parecia inofensivo passa a vasculhar os seus dados e até prejudicar você. Recentemente uma isca prejudicou muita gente. Durante esta pandemia, alguns nomes serão inesquecíveis para a Tecnologia.



Foto: Divulgação

Cristiano Ronaldo lidera a lista das dez celebridades mais perigosas deste ano, mas não quando o assunto é futebol, mas sim ameaça digital. Durante meses de confinamento, em busca de entretenimento, entre eles filmes, programas de TV e música, as pessoas se divertem sem custos extras. Custos, que podem virar uma catástrofe já que aumentam a cada dia os ataques cibernéticos associados a conteúdo gratuito da Internet. Foi feita uma pesquisa com indivíduos famosos para saber aqueles cujos resultados de pesquisas trazem conteúdo malicioso para expor informações pessoais dos fãs. E acreditem...muitos caem na rede. Na Índia, Cristiano Ronaldo encabeça o ranking deste novo perigo, está em primeiríssimo lugar. Segundo a lista, o jogador de popularidade internacional, tem muitos seguidores devotos de cada movimento seu. Iscas fáceis.

Fique atento a quem seus filhos seguem, mas principalmente aos recursos de proteção de sua rede. Proteja os seus dados e navegação com o Terra Antivírus, que oferece um pacote ideal para você. Fique seguro!

(Fonte: Anna Paola Fragni) - 23/11/2020
Realme divulga planos para o Brasil e promete fabricação local

Marca de celulares Realme estreará no Brasil em dezembro; produção local e vendas por canais online estão nos planos

A chinesa Realme confirmou sua chegada ao Brasil há duas semanas. A companhia tem planos de longo prazo para o país, que incluem, além da venda dos smartphones que tornaram a marca conhecida internacionalmente, a oferta de gadgets como os fones Buds Q. A fabricação local de celulares também está nos planos.

É o que revela Sherry Dong, diretora de marketing, em entrevista ao Mobile Time. Quando questionada sobre os motivos da Realme apostar no mercado brasileiro em um momento em que o país passa por uma crise, a executiva explicou que o Brasil é um mercado-chave por ter grande influência sobre a América Latina.



Realme 7 Pro (imagem original: Realme)
Foto: Tecnoblog

O tamanho do mercado brasileiro também é interessante para a companhia. Dong enfatiza que o Brasil tem 140 milhões de usuários de smartphone e potencial para fazer esse número aumentar para 157 milhões. Para atrair esse público, a Realme apostará no custo-benefício e promete "a melhor experiência em cada faixa de preço".

Contribui para o fator preço a produção local. Sherry Dong confirma que a Realme planeja produzir dispositivos em território brasileiro, mas isso em uma fase futura. Para a estreia — prevista para dezembro —, a companhia trará dispositivos importados.

As vendas serão baseadas em canais online. Dong revela ao Mobile Time a intenção de comercializar os dispositivos Realme em plataformas como Mercado Livre, B2W (Submarino, Americanas.com, Shoptime) e Amazon. Para a executiva, essa abordagem permitirá "que a Realme ofereça um preço de venda sem precedentes aos consumidores".

Dong não informa quais smartphones estarão disponíveis para a estreia da marca no Brasil, mas reforça que, além de smartphones — só para constar, o Realme 7 passou recentemente por homologação na Anatel —, a companhia lançará mais de 20 produtos AIoT em 2021 no mercado brasileiro.

Esses gadgets combinam internet das coisas com inteligência artificial. Entre eles estarão os fones Bluetooth Realme Buds Q, que têm peso de apenas 3,6 g autonomia de até 20 horas.

Para quem está por fora do assunto, a Realme é uma marca chinesa de smartphones que surgiu em maio de 2018. A empresa já existia antes disso, mas como subsidiária da Oppo. O primeiro celular da marca como negócio independente foi o Realme 1, modelo lançado na mesma época.

(Fonte: Emerson Alecrim - Tecnoblog) - 23/11/2020
Xiaomi Mi 11 deve ter Snapdragon 875 e câmera tripla de 108 MP

Xiaomi Mi 11, possível sucessor do Xiaomi Mi 10, deve ser anunciado com Qualcomm Snapdragon 875 e câmera tripla de 108 MP

Detalhes do Xiaomi Mi 11 vieram a público antes mesmo de seu anúncio oficial. De acordo com o Mishaal Rahman, do XDA-Developers, nesta quarta-feira (18), o próximo celular da Xiaomi deve sair da caixa com o processador Qualcomm Snapdragon 875, sucessor do Snapdragon 865, e câmera tripla de 108 megapixels em sua ficha técnica.

As principais especificações do celular chinês, também reconhecido pelo codinome "venus" e modelo "K2", foram reveladas em uma publicação do Twitter. Um dos detalhes antecipados é a presença do processador Qualcomm Snapdragon 875 no telefone. Espera-se que o chip seja o sucessor do Qualcomm Snapdragon 865, do Xiaomi Mi 10.

Reforços em fotos são igualmente esperados. Acredita-se que o Mi 11 terá conjunto fotográfico triplo, com câmera principal de 108 megapixels e zoom de 30x. Além disso, as laterais curvas devem marcar presença, ao contrário do que é esperado para o Samsung Galaxy S21 e Galaxy S21+, que devem adotar a tela plana em janeiro de 2021, com exceção do Galaxy S21 Ultra.

Xiaomi Mi 11: quando e quanto?
Ainda não há previsão de data de lançamento do Xiaomi Mi 11. A expectativa é que a fabricante de celulares chinesa revele o smartphone premium no ano que vem, possivelmente no começo de 2021. A Xiaomi ainda deve apresentar uma opção mais avançada do telefone, o suposto Xiaomi Mi 11 Pro, possivelmente com tela de 120 Hz.

Listando: 5 de 1363

Anuncie

Sobre o Portal da 25 de Março

O Portal da 25 de Março foi lançado em 01 de janeiro de 2002, tendo como objetivo principal a divulgação de empresas e produtos comercializados na região da rua Santa Ifigênia no centro da cidade de São Paulo, focando-se principalmente em produtos voltados para a área doméstica em geral.